AVISO / AVIZO

Links com defeito envie mensagem para esperantocaucaia.cek@gmail.com

Ligilo kiu ne funkcios sendu mesaĝo al esperantocaucaia.cek@gmail.com



KIOM DA HOMOJ PAROLAS ESPERANTON EN LA MONDO

Quantas pessoas falam Esperanto no mundo? Não há uma estatística, mas sabe-se que a língua é falada em 120 países, pois a revista Esperanto da Associação Mundial (Universala Esperanto-Asocio) tem leitores em 120 países. Alguém assinaria uma revista só para ver as as imagens? Eu assino para me informar das atividades da língua nos cinco continentes.Para ter uma idéia de quantas pessoas falam o Esperanto, foi criada uma página. Se você fala Esperanto assine a petição e se quiser deixe um comentário, em Esperanto, é claro.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/



Kiom da homoj parolas Esperanton en la mondo. Ne estas statistiko, sed oni scias ke, la lingvo estas parolata en 120 landoj, ĉar la revuo Esperanto de la Universala E-Asocio estas abonata en 120 landoj. Ĉu iu abonus gazeton nur por vidi la bildojn? Mi abonas ĝin por informiĝi pli la agadoj de la lingvo en la 5 kontinentoj.

Por havigi ideon pri kiom da homoj parolas Esperanton, estis kreita paĝon. Se vi parolas Esperanton subskribu la peticion.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/

Encontro de Esperantistas na cidade de São Carlos/SP, onde Lydia Lindla, da Estônia, apresentou-se.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Atividades esperantistas crescem em São Carlos


Escrito por Redaktanto

Apesar do dia chuvoso e frio, cerca de 50 pessoas participaram da primeira edição do Encontro de Primavera (Printempa Renkontiĝo), ocorrido no dia 26 de setembro de 2010, na cidade de São Carlos, interior paulista. O evento aconteceu na tradicional e quase centenária Escola Dr. Álvaro Guião, no centro da cidade, sob a dedicação e organização do grupo local de esperantistas.

Foram apresentadas cinco palestras pelos expositores Rodrigo de Meo (de São Paulo/SP), que falou sobre algumas curiosidades da maior metrópole brasileira; Leysester Miró (São Paulo/SP), sobre o ensino de línguas; José Mauro Progiante (Bauru/SP), sobre suas impressões acerca de Cuba, onde participou recentemente do 94º Congresso Internacional de Esperanto; Aparecida Araújo (São Paulo/SP), sobre suas experiências no meio esperantista internacional; e a visitante da Estônia, Lydia Lindla, que falou sobre sua relação com o seu país e o Esperanto. Além dos expositores acima citados, José Roberto Tenório (São Paulo/SP) informou sobre a reforma na sede da EASP, e Genildo Martins Coelho (São Paulo/SP) informou sobre o 46º Congresso Brasileiro de Esperanto, que acontecerá em 2011 na cidade de São Paulo.

Com agradável surpresa os participantes reencontraram dois esperantistas, Rodrigo de Meo e Neusa Priscotin, que não participavam de encontros esperantistas há algum tempo. A abertura do encontro foi conduzida pelo Prof. Carlos Cintra, que há vários anos ministra um curso básico de Esperanto na Universidade de São Carlo.

O evento, que contou com o apoio cultural da Associação Paulista de Esperanto, também recebeu um grande estímulo com a vinda da caravana de esperantistas de Ribeirão Preto. Deste encontro surgiu a proposta de parceria, entre a Associação Pró-Esperanto de Ribeirão Preto e o Grupo de Esperanto de São Carlos, para aproximação dos dois grupos em favor da divulgação da língua internacional na região.

Também ficou o convite da Associação Paulista de Esperanto para a realização do 6º Congresso Paulista de Esperanto, naquela cidade, em 2012.

Rodrigo de Meo e Leysester Miró

Fotos: Aparecida Araújo

http://www.easp.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=176:atividades-esperantistas-crescem-em-sao-carlos&catid=49:acontece-em-sao-paulo&Itemid=166

0 comentários:

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB