AVISO / AVIZO

Links com defeito envie mensagem para esperantocaucaia.cek@gmail.com

Ligilo kiu ne funkcios sendu mesaĝo al esperantocaucaia.cek@gmail.com



KIOM DA HOMOJ PAROLAS ESPERANTON EN LA MONDO

Quantas pessoas falam Esperanto no mundo? Não há uma estatística, mas sabe-se que a língua é falada em 120 países, pois a revista Esperanto da Associação Mundial (Universala Esperanto-Asocio) tem leitores em 120 países. Alguém assinaria uma revista só para ver as as imagens? Eu assino para me informar das atividades da língua nos cinco continentes.Para ter uma idéia de quantas pessoas falam o Esperanto, foi criada uma página. Se você fala Esperanto assine a petição e se quiser deixe um comentário, em Esperanto, é claro.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/



Kiom da homoj parolas Esperanton en la mondo. Ne estas statistiko, sed oni scias ke, la lingvo estas parolata en 120 landoj, ĉar la revuo Esperanto de la Universala E-Asocio estas abonata en 120 landoj. Ĉu iu abonus gazeton nur por vidi la bildojn? Mi abonas ĝin por informiĝi pli la agadoj de la lingvo en la 5 kontinentoj.

Por havigi ideon pri kiom da homoj parolas Esperanton, estis kreita paĝon. Se vi parolas Esperanton subskribu la peticion.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/

Curso Básico de Esperanto 18/04/2010 4º Aula

quarta-feira, 14 de abril de 2010

0 comentários

Formação de palavras
As palavras em Esperanto, em geral, compõem – se de uma parte invariável, denominada radical, e de uma parte variável, que pode ser constituída de uma simples terminação ou de um afixo mais uma terminação.
Exemplo: patro = patr      +     o
                (pai)     (radical) (terminação)
patrino = patr      +   in     +     o
(mãe)     (radical) (sufixo) (terminação)
malgrasa = mal     +  gras   +    a
(magro)     (prefixo) (radical) (terminação)
Palavras compostas
Palavras que podem ser constituídas de dois radicais e uma terminação, ou às vezes, de dois radicais, um sufixo e uma terminação.
Exemplo: klas-ĉambro = klas     + ĉambr +  o
               (sala de aula)  (radical) (radical) (terminação)
panvendejo = pan     + vend    + ej      +  o
(padaria)       (radical) (radical) (sufixo) (terminação)
Observação: em Esperanto, ao se traduzir uma palavra composta, deve – se começar a tradução pelo radical que fica no final da palavra, porque é ele que exprime a idéia principal da palavra, o primeiro radical é como uma espécie de qualificativo do segundo radical.
Exemplo: panvendejo = vendejo por la pano = venda para pão = lugar destinado a venda de pão = padaria
pano = pão        vendi = vender
ej = lugar destinado a      o = terminação do substantivo
Interrogativos
Kies? Significa De quem?: Kies domo ĝi estas? – De la patro de S-ro Ludoviko.
Kiom? Significa Quanto? – Kiom Kostis via aŭtomobilo?
Observação: quando depois do interrogativo Kiom?, vier um substantivo ou um adjetivo, deve – se usar a preposição da, para ligar o substantivo ou adjetivo ao interrogativo.
Exemplo: Kiom da lernantoj estas em la klasĉambro?
Afixos
ul – sufixo que indica o ser que apresenta as características expressas pelo radical da palavra.
Exemplo: juna = jovem (adjetivo)     junulo = jovem (pessoa jovem, substantivo)
eks – prefixo equivalente ao prefixo ‘‘ex’’ da língua portuguesa, no sentido de ‘‘antigo’’.
Exemplo: ekslernanto = ex – aluno      eksprezidanto = ex – presidente
Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

Curso Básico de Esperanto 11/04/2010 – 3ª Aula

0 comentários

Verbos – Tempos simples
Os verbos são palavras que expressam uma idéia de ação ou um estado.
Exemplo: Luís escreveu uma carta para sua mãe. (ação)
               Luís é inteligente. (estado)
O sistema verbal do Esperanto é mais simples do que o português, porque no Esperanto só existe uma conjugação, enquanto que no português existem três.
Em Esperanto os modos verbais (maneira pela qual se realiza a ação verbal), são:
*infinitivo: terminação – i
*indicativo: terminações – as, is, os
*imperativo: terminação – u
*condicional: terminação – us
Os tempos verbais são os mesmos do português: presente, passado e futuro.
Os verbos não variam nem quanto ao número e nem quanto à pessoa; será o pronome ou o substantivo a que se refira que determinará a flexão do verbo.
Exemplos dos modos e tempos dos verbos em Esperanto, com suas respectivas terminações:
*infinitivo - i
paroli – falar
*indicativo – as, is, os
presente – mi parolas – eu falo
passado – mi parolis – eu falei, falava, falaria
futuro – mi parolos – eu falarei
*condicional – us
mi parolus – eu falaria
*imperativo – u
parolu! – fale!
Em Esperanto não existe terminação específica para o modo subjuntivo, este é expresso pelas terminações do indicativo.
Presente do Subjuntivo – pelas terminações u ou os
O modo subjuntivo pressupõe a existência de dois verbos: um que comanda e outro que lhe é subordinado.
Exemplo: Quero que você fale aos alunos.
Na frase acima, o verbo de comando ‘‘querer’’ pressupõe um ‘‘um fim a ser atingido’’, levando o verbo subordinado ‘‘falar’’ para o imperativo.
Assim em Esperanto: Mi volas, ke vi parolu al la gelernantoj.
Já na frase: Eu espero que você fale aos alunos.
O verbo ‘‘esperar’’ não indica propriamente ‘‘um fim a ser atingido’’, mas apenas ‘‘uma possibilidade a ser atingida’’. Neste caso o verbo de comando ‘‘esperi’’ levará o verbo subordinado ‘‘paroli’’ para a terminação do futuro.
Assim em Esperanto: Mi esperas, ke parolos al la gelernantoj.
Imperfeito do Subjuntivo – pela terminação us
Exemplo: Se eu pudesse, falaria aos alunos.
              Se mi povus, mi parolus al la gelernantoj.
Futuro do Subjuntivo – pela terminação os
Exemplo: Se eu puder, falarei aos alunos.
              Se mi povos, mi parolos al la gelernantoj.
Interrogativo
Kiam? – corresponde ao interrogativo - Quando?
Exemplo: Kiam vi iros al la urbocentro? - Morgaŭ mi iros al la urbocentro.
Afixos                                                          
ej – sufixo que significa ‘‘lugar destinado a’’
kuiri – cozinhar
kuirejo – lugar destinado a cozinhar – cozinha
loĝi – morar
loĝejo – moradia
lerni – aprender
lernejo – escola
il – sufixo que significa ‘‘instrumento ou meio para’’
tranĉi – cortar
tranĉilo – instrumento para cortar - faca
Kombi – pentear
kombilo – pente
aliĝi – aderir
aliĝilo – formulário de adesão
Observação:
tranĉi é diferente de tondi;
tranĉi é cortar com lâmina
tondi é cortar com tesoura
tondilo – tesoura
As Saudações em Esperanto
Saluton! – Salve! Oi! (a mais usual quando se chega a algum lugar)
Bonan matenon! – Bom dia! (nas primeiras horas da manhã)
Bonan tagon! – Bom dia! (desde que o sol nasce até próximo de se por)
Bonan vesperon! – Boa noite! (ao chegar)
Bonan nokton! – Boa noite! (ao sair)
Ĝis revido! – Até a vista! (a mais usual ao se despedir)
Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato

Curso Básico de Esperanto

quarta-feira, 7 de abril de 2010

0 comentários

O Curso Básico de Esperanto promovido pelo CEK sofreu algumas modificações, a partir deste ano, além do apoio da Associação Cearense de Esperanto – CEA o CEK terá o apoio pedagógico da Coordenação do Curso de Esperanto da Casa de Cultura da Universidade Federal do Ceará – UFC, que tem como Coordenador o Prof. Dr. José Leite de Oliveira Junior.
O que mudou?
- o Curso Básico de Esperanto será dividido em dois níveis:
> Nível 1: atividades de leitura e dialogo, porém o foco maior será a gramática.
- será visto todo o conteúdo do livro Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato.
> Nível 2: atividades de leitura, dialogo, compreensão e interpretação de textos.
* As observações abaixo são validas para os dois níveis:
- o número de vagas será apenas de 15 alunos por turma.
- o aluno não poderá ter mais de 4 faltas.
- será dois tipos de certificado, um de aprendizado e outro de participação.
- no caso de o aluno ter mais de 4 faltas ele receberá o certificado de participação.
- o aluno não poderá faltar no dia de avaliação, a não ser em caso de doença.
- com o apoio da Coordenação do Curso de Esperanto da Casa de Cultura da Universidade Federal do Ceará – UFC, e da Associação Cearense de Esperanto – CEA, o certificado passa a ter mais importância.
As aulas serão na Escola E. I. E. F. Maria Andrade (sede provisória do CEK) aos domingos pela manhã, de 08h30min as 09h30min para a nova turma de 2010, e de 09h30min as 10h30min para a turma de 2009-2010.
A duração do Curso Básico de Esperanto é de um ano, dividido em dois períodos, sendo o 1º de março a junho de 2010, e o 2º de agosto a outubro de 2010. Com exceção da turma 2009-2010 que já está no 2º Período (março a junho de 2010).

Jamilly S. Vilante
Presidente Fundadora do CEK

Curso Básico de Esperanto 21/03/2010 – 2º Aula

sexta-feira, 19 de março de 2010

0 comentários

Pronomes pessoais
É importante conhecer os pronomes pessoais, pois é através deles que se sabe em que pessoa o verbo se encontra. mi – eu vi – você li – ele (referindo – se a pessoa do sexo masculino) ŝiĝi – ele, ela (referindo – se a coisa ou animal) ni – nós vi – vós, você, vocês ili – eles,elas (referindo – se a pessoas, coisas ou animais) Existe o pronome ci (tu), que é usado mais em poesias, nos diálogos, usa – se sempre o pronome vi. Existe ainda o pronome oni que significa ‘‘a gente’’ ou ‘‘se’’. Exemplo: Oni iras al la urbocentro per buso. – ela (referindo – se a pessoa do sexo feminino)
Pronomes possessivos
Para formar os pronomes possessivos, basta acrescentar a terminação a dos adjetivos aos pronomes pessoais. mia – meu, minha via – teu, tua lia – seu, sua = dele ŝia – seu, sua = dela ĝia – seu, sua = dele, dela (em relação a coisas ou animais) nia – nosso, nossa via – vosso, vossa ilia – seu, sua = deles, delas O plural dos pronomes possessivos se forma pelo acréscimo da letra j. Exemplos: miaj, viaj, liaj...
Interrogtivos
Kie? Onde?, é um interrogativo de lugar. Kie vi laboras? Mi laboras em oficejo. Observações: os interrogativos Kiu? (quem, qual, que) e Kia? (como); podem ser usados no plural (Kiuj?Kiaj?); isso acontece quando na resposta a palavra a que eles se referem está no plural. Exemplo: Kiuj alvenis? La gelernantoj alvenis. e
Afixos
mal – prefixo que indica ‘‘idéia contrária’’, ou seja, o antônimo: granda – grande malgranda – pequeno pli – mais malpli – menos ist – sufixo que indica que alguém é ‘‘profissional de’’ ou ‘‘adepto de’’: se instrui é ensinar, instruisto é professor maro – mar, maristo – marinheiro
Observação: o prefixo mal indica exatamente o antônimo das palavras, e não a idéia de uma qualidade má, a idéia de má qualidade ou insignificante, é expressa pelo sufixo , que será estudado mais adiante.
Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato

Curso Básico de Esperanto 14/03/20010 – 1º Aula

0 comentários
Alfabeto e Pronúncia
O Esperanto é uma língua fonética. Isto significa que a cada letra corresponde um único som. O alfabeto é constituído de 28 letras.
Com exceção das palavras monossilábicas, todas as demais são paroxítonas, ou seja, a acentuação tônica recai sempre na penúltima sílaba.
O número de sílabas de uma palavra é determinado pelo número de vogais. Exemplo: a palavra utopio tem quatro vogais (u-to-pi-o), portanto quatro sílabas.
Em Esperanto não há acentos diacríticos (til e acentos agudo, grave ou circunflexo) sobre as vogais.
No alfabeto do Esperanto existem cinco consoantes com acento circunflexo e uma consoante com braquia; foi um artifício encontrado por Zamenhof para representar seis sons baseando – se em letras já existentes no alfabeto latino, diferenciando – as das demais por meio destes sinais ˆ e ˘, essa escolha pareceu – lhe mais apropriada do que ‘‘inventar’’ novas letras, usar letras de alfabetos de línguas de escritas diferentes, ou ainda, introduzir dígrafos no idioma. Essas consoantes são: ĉ, ĝ, ĵ, ĥ, ŝ, ŭ.
Alfabeto
a, b, c, ĉ, d, e, f, g, ĝ, h, ĥ, i, j, ĵ, k, l, m, n, o, p, r, s, ŝ, t, u, ŭ, v, z.
O alfabeto deverá ser lido da seguinte maneira: a, bo, co (tsô), ĉo (tchô), do, e, fo, go, ĝo (djô), ho (rrô), ĥo, i, jô (iô), ĵo (jô), ko, lo, mo, no, o, po, ro, so (ssô), ŝo (cho), to, u, ŭo (uô), vo, zo. ( rrr ô)
Vogais
As vogais são as mesmas do português: a, e, i, o, u.
A soa como a de árvore - arbo
E soa como e de elefante - elefanto
I soa como i de idéia - ideo
O soa como o de orelha - orelo
U soa como u de utopia - utopio
Observações:
A letra a deve ser sempre pronunciada como a e nunca como ã
As letras e e o jamais viram i ou u
As vogais quando seguidas de m ou n , não devem ser nasalizadas
As vogais são sempre pronunciadas em sílabas diferentes, formando hiato
Consoantes
b soa como o b de banco - banko
d soa como o d de documento - dokumento
f soa como o f de futebol - futebalo
g soa como o g de gazeta - gazeto
j soa como o i de boicote - bojkoto
ĵ soa como o j de jornal - ĵurnalo
k soa como o c de café - kafo
l soa como o l de livro - libro
m soa como o m de mar - maro
n soa como o n de nariz - nazo
p soa como o p de parque - parko
r soa como o r de oriente - oriento
s soa como o s de suco - suko
ŝ soa como o ch de chance - ŝanco
t soa como o t de telefone - telefono
ŭ soa como o u de Europa - Eŭropo
v soa como o v de vida - vivo
z soa como o z de zebra - zebro
Observações 1:
Existem ainda cinco consoantes que merecem explicações adicionais:
c tem um som equivalente a ts, como na palavra portuguesa tsé – tsé Exemplos: centro (tsen – tro) = centro placo (pla – tso) = praça
h tem um som ‘‘aspirado’’ como na palavra inglesa ‘‘help’’. Tem um som aproximado da letra r do português, em inicio de palavra. Exemplo: homo (rro – mo) = pessoa subtraho (sub – tra – rro) = subtração
ĥ tem o som ‘‘gutural’’ ou ‘‘fortemente aspirado’’, como o j do espanhol (mujer). Assemelha – se ao som que emitimos, quando fazemos gargarejo. Exemplo: ĥoro (rrro – ro) = coro, coral jaĥto (iarrr – to) = iate
ĉ tem um som equivalente a tch, como na palavra portuguesa ‘‘tcheco’’. Exemplos: ĉokolado (tcho – ko – la – do) = chocolate dimanĉo (di – man – tcho) = domingo
ĝ tem o som equivalente a dj , como na palavra portuguesa ‘‘adjetivo’’. Exemplo: ĝardeno (djar – de – no) = jardim vizaĝo (vi – za – djo) = rosto
Observações 2:
As letras d e t nunca deverão ser pronunciadas como dj (ditado = djitadu) ou tch (titio = tchitchiu).
A letra l jamais vira u.
O m ou n , quando vem após vogais, devem ser claramente pronunciados (o m é bilabial e o n é dental).
O g pronuncia – se sempre ‘‘forte’’, ou seja, ‘‘ga, gue, gui, go, gu’’.
O j que soa como um i (breve), e o ŭ , que soa como um u (breve), formam sempre ditongo com a vogal mais próxima.
O r que é dental, é sempre ‘‘brando’’, seja iniciando palavra ou não: revuo (revista), urbo (cidade).
O s em qualquer posição, equivale sempre ao som do ss do português.
Terminações
Ao contrário das línguas nacionais, as principais categorias gramaticais, em Esperanto, são identificadas por terminações especificas.
o - substantivo a - adjetivo e - advérbio derivado j - plural i - verbo no infinitivo as - tempo presente is - tempo passado os - tempo futuro us - modo condicional u - imperativo
Substantivo
Todo substantivo no singular termina pela letra o: leciono (lição), kurso (curso), tabulo (quadro).
Adjetivo
Todo adjetivo no singular termina pela letra a: moderna (moderno), nigra (negro), granda (grande).
Observação: o plural tanto dos substantivos quanto dos adjetivos é feito pelo simples acréscimo da letra j.
Advérbio derivado
Todo advérbio derivado termina pela letra e. Exemplo: bona – bom bone – bem
Verbo
Em Esperanto, só existe uma conjugação. Os verbos no infinitivo terminam pela letra i: alveni (chegar), paroli (falar), foriri (partir). Nos tempos presente, passado e futuro, os verbos mantêm a mesma terminação, em todas as pessoas. Exemplo: mi demandas vi respondas mi demandis vi respondis mi demandos vi respondos
O pronome ou substantivo que acompanha o verbo é que irá determinar em que pessoa o verbo se encontra. Portanto, o verbo nunca pode vir desacompanhado do pronome ou substantivo a que se refira.
Artigo
Em Esperanto o artigo definido (o, a, os, as) é la, o artigo definido é único. Exemplos: la kurso – o curso la kursoj – os cursos
Entretanto, em Esperanto não se usa o artigo definido la diante de nomes próprios. Exemplos: O Luís diz – se Ludoviko O Brasil – diz – se Brazilo
Porem, se o nome próprio vier precedido de adjetivo, pode – se usar o artigo definido la. Exemplos: La vasta Brazilo – o extenso Brasil La bonkora Ludoviko – o bondoso Luís
Observação: em Esperanto, não existe artigo indefinido (um, uma, uns, umas).
Também são considerados nomes próprios:
- as grandes festas: natal = kristnasko, páscoa = pasko - os nomes: das estações do ano, dos meses, dos dias da semana e das partes do dia. - com os adjetivos possessivos: mia, via, lia,... - com o vocábulo ambaŭ. - com os correlativos: ĉiu, kiu,...
Interrogativos:
São palavras que servem para indicar que estamos fazendo uma pergunta.
Kiu? Significa ‘‘Quem?’’ e, em geral, serve para individualizar: Kiu alvenas? – La instruisto alvenas.
Kio? Significa ‘‘O que?’’ e, em geral, refere – se a coisas ou animais: Kio sonoras? – La sonorileto sonoras.
Kia? Significa ‘‘Como?’’, no sentido de ‘‘de que qualidade, de que espécie’’: Kia estas la tabulo? – La tabulo estas nigra.
Kiel? Significa ‘‘Como?’’, mas no sentido de ‘‘de que maneira’’: Kiel vi fartas? – Mi fartas bone.
Ĉu? Usado no começo de uma pergunta, que não é indicada por um interrogativo específico (Kiu? Kio? Kia?, etc.): Ĉu vi parolas en Esperanto? – Ne, mi lernas.
Afixos
São prefixos ou sufixos que se juntam aos radicais para formar novas palavras.
in – sufixo que serve para formar o feminino das palavras de seres sexuados (homem/animal), porque em Esperanto, não existe gênero gramatical. Exemplos: patro (pai) – patrino (mãe)
ge – prefixo que serve para indicar a reunião dos dois sexos: Exemplo: gepatroj – pais: pai e mãe


Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato

Palestra Esperanto: Idioma e Cultura

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

0 comentários
Data: 21 de fevereio de 2010 (Domingo) as 09:00hs da manhã
Palestrante: Prof. José Leite Jr.
Professor do Curso de Letras da Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em Letras. Coordenador do Curso de Esperanto na UFC. Ilustre esperantista.

Curso Básico de Esperanto

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

0 comentários

Saluton! Geamikoj!
Olá! Amigos!
O CEK está abrindo vagas para o Curso Básico de Esperanto I - 2010 estão disponíveis 15 vagas. Segui abaixo as informações necessárias.
O Curso Básico de Esperanto promovido pelo CEK foi dividido em dois níveis, para que o aluno tenha um melhor aproveitamento do conteúdo do curso. Desta forma temos:
Curso Básico de Esperanto I
1º Período: compreende o estudo da 1ª a 6ª lição do livro.
2º Período: compreende revisão do primeiro período, pratica da pronuncia, exercícios de conversação.
Curso Básico de Esperanto II
1º Período: compreende o estudo da 7ª a 16ª lição do livro.
2º Período: compreende revisão do primeiro período, leitura e compreensão de textos, conversação.
As aulas serão na Escola E. I. E. F. Maria Andrade (sede provisória do CEK) aos domingos pela manhã, de 08h30min as 09h30min para a nova turma de 2010, e de 09h30min as 10h30min para a turma de 2009-2010.
A duração do curso (Curso Básico de Esperanto I) é de um ano, dividido em dois períodos, sendo o 1º de março a junho de 2010, e o 2º de agosto a novembro de 2010. Com exceção da turma 2009-2010 que já está no 2º Período (março a junho de 2010).
Pode fazer o curso quem tiver vontade de aprender o idioma, o limite de idade para crianças é apartir dos doze anos, jovens e adultos qualquer idade.
Para fazer o curso é preciso fazer a matricula, que é necessário nome e endereço completo, data de nascimento, telefone fixo e/ou celular, e-mail. As matriculas serão realizadas no CEK, ao termino das palestras que serão promovidas, ou por e-mail, basta enviar os dados citados acima, a foto será tirada na primeira aula.
O curso será dado pelo livro Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato. O aluno poderá comprar o livro ou apostila, ou ainda baixar o resumo da gramática no nosso blog, fora o material de estudo, o aluno precisará do material básico que é caderno, caneta, lápis, etc.
O início do curso será no dia 07 de março de 2010.

Venha! Participe!
Faça sua matricula!
Aprenda Esperanto e comunique - se com o mundo!

Calendário de Avaliação

0 comentários

Turma 2009-2010
2º período
Avaliações mensais
28 / 03 / 2010
30 / 05 / 2010
Avaliações bimestrais
25 / 04 / 2010
27 / 06 / 2010
Avaliação de Período
27 / 06 / 2010

Turma 2010
1º período
2º período
Avaliações mensais
Avaliações mensais
28 / 03 / 2010
29 / 08 / 2010
30 / 05 / 2010
31 / 10 / 2010
Avaliações bimestrais
Avaliações bimestrais
25 / 04 / 2010
26 / 09 / 2010
27 / 06 / 2010
28 / 11 / 2010
Avaliação de Período
Avaliação de Período
27 / 06 / 2010
28 / 11 / 2010

Cronograma

0 comentários
Curso Básico de Esperanto I
I Período      Turma 2010

14/03/2010 1ª Aula
Alfabeto e pronúncia
Substantivo
Adjetivo
Advérbio derivado
Artigo
Terminações gramaticais
Interrogativos: Kiu?, Kio?, Kia?, Kiel?, Ĉu
Afixos: in, ge
      21/03/2010 2ª Aula
Pronomes pessoais
Pronomes possessivos
Interrogativo: Kie?
Afixos: mal, ist
     11/04/2010 3ª Aula
Verbos/ Tempos simples
Interrogativo: Kiam?
Afixos: ej, il
As sudações em Esperanto
     18/04/2010 Revisão
     02/05/2010 4ª Aula
Formação de palavra
Interrogativos: Kies?, Kiom?
Afixos: ul, eks 


16/05/2010 5ª Aula
O objeto direto em Esperanto
Afixos: bo, id, pra
     23/05/2010 Revisão
   13/06/2010 6ª Aula
Numerais
Como dizer as horas 


20/06/2010 Revisão
II Período
Revisão do primeiro período
Pratica da pronuncia
Exercícios de conversação
Dias letivos

Agosto
01/08/2010
15/08/2010
22/08/2010

Setembro
12/09/2010
19/09/2010

         Outubro
     03/10/2010
17/10/2010
24/10/2010

     Novembro
14/11/2010
21/11/2010


Festa de encerramento dia 05 de dezembro 2010
 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB