AVISO / AVIZO

Links com defeito envie mensagem para esperantocaucaia.cek@gmail.com

Ligilo kiu ne funkcios sendu mesaĝo al esperantocaucaia.cek@gmail.com



KIOM DA HOMOJ PAROLAS ESPERANTON EN LA MONDO

Quantas pessoas falam Esperanto no mundo? Não há uma estatística, mas sabe-se que a língua é falada em 120 países, pois a revista Esperanto da Associação Mundial (Universala Esperanto-Asocio) tem leitores em 120 países. Alguém assinaria uma revista só para ver as as imagens? Eu assino para me informar das atividades da língua nos cinco continentes.Para ter uma idéia de quantas pessoas falam o Esperanto, foi criada uma página. Se você fala Esperanto assine a petição e se quiser deixe um comentário, em Esperanto, é claro.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/



Kiom da homoj parolas Esperanton en la mondo. Ne estas statistiko, sed oni scias ke, la lingvo estas parolata en 120 landoj, ĉar la revuo Esperanto de la Universala E-Asocio estas abonata en 120 landoj. Ĉu iu abonus gazeton nur por vidi la bildojn? Mi abonas ĝin por informiĝi pli la agadoj de la lingvo en la 5 kontinentoj.

Por havigi ideon pri kiom da homoj parolas Esperanton, estis kreita paĝon. Se vi parolas Esperanton subskribu la peticion.

http://www.thepetitionsite.com/1/esperanto-parolantoj-en-la-mondo/

Curso Básico de Esperanto 18/04/2010 4º Aula

quarta-feira, 14 de abril de 2010

0 comentários

Formação de palavras
As palavras em Esperanto, em geral, compõem – se de uma parte invariável, denominada radical, e de uma parte variável, que pode ser constituída de uma simples terminação ou de um afixo mais uma terminação.
Exemplo: patro = patr      +     o
                (pai)     (radical) (terminação)
patrino = patr      +   in     +     o
(mãe)     (radical) (sufixo) (terminação)
malgrasa = mal     +  gras   +    a
(magro)     (prefixo) (radical) (terminação)
Palavras compostas
Palavras que podem ser constituídas de dois radicais e uma terminação, ou às vezes, de dois radicais, um sufixo e uma terminação.
Exemplo: klas-ĉambro = klas     + ĉambr +  o
               (sala de aula)  (radical) (radical) (terminação)
panvendejo = pan     + vend    + ej      +  o
(padaria)       (radical) (radical) (sufixo) (terminação)
Observação: em Esperanto, ao se traduzir uma palavra composta, deve – se começar a tradução pelo radical que fica no final da palavra, porque é ele que exprime a idéia principal da palavra, o primeiro radical é como uma espécie de qualificativo do segundo radical.
Exemplo: panvendejo = vendejo por la pano = venda para pão = lugar destinado a venda de pão = padaria
pano = pão        vendi = vender
ej = lugar destinado a      o = terminação do substantivo
Interrogativos
Kies? Significa De quem?: Kies domo ĝi estas? – De la patro de S-ro Ludoviko.
Kiom? Significa Quanto? – Kiom Kostis via aŭtomobilo?
Observação: quando depois do interrogativo Kiom?, vier um substantivo ou um adjetivo, deve – se usar a preposição da, para ligar o substantivo ou adjetivo ao interrogativo.
Exemplo: Kiom da lernantoj estas em la klasĉambro?
Afixos
ul – sufixo que indica o ser que apresenta as características expressas pelo radical da palavra.
Exemplo: juna = jovem (adjetivo)     junulo = jovem (pessoa jovem, substantivo)
eks – prefixo equivalente ao prefixo ‘‘ex’’ da língua portuguesa, no sentido de ‘‘antigo’’.
Exemplo: ekslernanto = ex – aluno      eksprezidanto = ex – presidente
Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

Curso Básico de Esperanto 11/04/2010 – 3ª Aula

0 comentários

Verbos – Tempos simples
Os verbos são palavras que expressam uma idéia de ação ou um estado.
Exemplo: Luís escreveu uma carta para sua mãe. (ação)
               Luís é inteligente. (estado)
O sistema verbal do Esperanto é mais simples do que o português, porque no Esperanto só existe uma conjugação, enquanto que no português existem três.
Em Esperanto os modos verbais (maneira pela qual se realiza a ação verbal), são:
*infinitivo: terminação – i
*indicativo: terminações – as, is, os
*imperativo: terminação – u
*condicional: terminação – us
Os tempos verbais são os mesmos do português: presente, passado e futuro.
Os verbos não variam nem quanto ao número e nem quanto à pessoa; será o pronome ou o substantivo a que se refira que determinará a flexão do verbo.
Exemplos dos modos e tempos dos verbos em Esperanto, com suas respectivas terminações:
*infinitivo - i
paroli – falar
*indicativo – as, is, os
presente – mi parolas – eu falo
passado – mi parolis – eu falei, falava, falaria
futuro – mi parolos – eu falarei
*condicional – us
mi parolus – eu falaria
*imperativo – u
parolu! – fale!
Em Esperanto não existe terminação específica para o modo subjuntivo, este é expresso pelas terminações do indicativo.
Presente do Subjuntivo – pelas terminações u ou os
O modo subjuntivo pressupõe a existência de dois verbos: um que comanda e outro que lhe é subordinado.
Exemplo: Quero que você fale aos alunos.
Na frase acima, o verbo de comando ‘‘querer’’ pressupõe um ‘‘um fim a ser atingido’’, levando o verbo subordinado ‘‘falar’’ para o imperativo.
Assim em Esperanto: Mi volas, ke vi parolu al la gelernantoj.
Já na frase: Eu espero que você fale aos alunos.
O verbo ‘‘esperar’’ não indica propriamente ‘‘um fim a ser atingido’’, mas apenas ‘‘uma possibilidade a ser atingida’’. Neste caso o verbo de comando ‘‘esperi’’ levará o verbo subordinado ‘‘paroli’’ para a terminação do futuro.
Assim em Esperanto: Mi esperas, ke parolos al la gelernantoj.
Imperfeito do Subjuntivo – pela terminação us
Exemplo: Se eu pudesse, falaria aos alunos.
              Se mi povus, mi parolus al la gelernantoj.
Futuro do Subjuntivo – pela terminação os
Exemplo: Se eu puder, falarei aos alunos.
              Se mi povos, mi parolos al la gelernantoj.
Interrogativo
Kiam? – corresponde ao interrogativo - Quando?
Exemplo: Kiam vi iros al la urbocentro? - Morgaŭ mi iros al la urbocentro.
Afixos                                                          
ej – sufixo que significa ‘‘lugar destinado a’’
kuiri – cozinhar
kuirejo – lugar destinado a cozinhar – cozinha
loĝi – morar
loĝejo – moradia
lerni – aprender
lernejo – escola
il – sufixo que significa ‘‘instrumento ou meio para’’
tranĉi – cortar
tranĉilo – instrumento para cortar - faca
Kombi – pentear
kombilo – pente
aliĝi – aderir
aliĝilo – formulário de adesão
Observação:
tranĉi é diferente de tondi;
tranĉi é cortar com lâmina
tondi é cortar com tesoura
tondilo – tesoura
As Saudações em Esperanto
Saluton! – Salve! Oi! (a mais usual quando se chega a algum lugar)
Bonan matenon! – Bom dia! (nas primeiras horas da manhã)
Bonan tagon! – Bom dia! (desde que o sol nasce até próximo de se por)
Bonan vesperon! – Boa noite! (ao chegar)
Bonan nokton! – Boa noite! (ao sair)
Ĝis revido! – Até a vista! (a mais usual ao se despedir)
Fonte: Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato

Curso Básico de Esperanto

quarta-feira, 7 de abril de 2010

0 comentários

O Curso Básico de Esperanto promovido pelo CEK sofreu algumas modificações, a partir deste ano, além do apoio da Associação Cearense de Esperanto – CEA o CEK terá o apoio pedagógico da Coordenação do Curso de Esperanto da Casa de Cultura da Universidade Federal do Ceará – UFC, que tem como Coordenador o Prof. Dr. José Leite de Oliveira Junior.
O que mudou?
- o Curso Básico de Esperanto será dividido em dois níveis:
> Nível 1: atividades de leitura e dialogo, porém o foco maior será a gramática.
- será visto todo o conteúdo do livro Esperanto para principiantes, de Aloísio Sartorato.
> Nível 2: atividades de leitura, dialogo, compreensão e interpretação de textos.
* As observações abaixo são validas para os dois níveis:
- o número de vagas será apenas de 15 alunos por turma.
- o aluno não poderá ter mais de 4 faltas.
- será dois tipos de certificado, um de aprendizado e outro de participação.
- no caso de o aluno ter mais de 4 faltas ele receberá o certificado de participação.
- o aluno não poderá faltar no dia de avaliação, a não ser em caso de doença.
- com o apoio da Coordenação do Curso de Esperanto da Casa de Cultura da Universidade Federal do Ceará – UFC, e da Associação Cearense de Esperanto – CEA, o certificado passa a ter mais importância.
As aulas serão na Escola E. I. E. F. Maria Andrade (sede provisória do CEK) aos domingos pela manhã, de 08h30min as 09h30min para a nova turma de 2010, e de 09h30min as 10h30min para a turma de 2009-2010.
A duração do Curso Básico de Esperanto é de um ano, dividido em dois períodos, sendo o 1º de março a junho de 2010, e o 2º de agosto a outubro de 2010. Com exceção da turma 2009-2010 que já está no 2º Período (março a junho de 2010).

Jamilly S. Vilante
Presidente Fundadora do CEK
 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB